Notícias & Recortes:

-13/06/2017 - H
Ana Isabel Silva vence PRÉMIO LITERÁRIO “ELA 2017” »»»ver mais

- 27/01/2016 - 21H
Apresentação do livro "Contos ASSESTA", na Biblioteca Municipal de Ourique - Jorge Sampaio. »»»ver mais

-23/01/2016 - 16H
Apresentação pública da ASSESTA, na Biblioteca Municipal de Beja - José Saramago. »»»ver mais

-23/01/2016 - 14H
Assembleia geral da ASSESTA, na Casa da Cultura de Beja (sede).

-23/01/2016 - 10H
Programa "Conversas de Café", na Singafm (104.5FM), dedicado à ASSESTA.



Agenda:

-21 de abril de 2017 - H
Apresentação pública do regulamento do Prémio Literário Joaquim Mestre.

-20 a 22 de abril de 2017 - H
Feira do livro de Cuba, pavilhão de exposições.

- Dia 20 de abril, 14:30 – Aconteceu na igreja do Espírito Santo – Maria Ana Ameixa.

- Dia 22 de abril, 15:00 – apresentação da ASSESTA e tertúlia temática: o associativismo e a literatura – José Teles Lacerda, Luís Miguel Ricardo e Maria Ana Ameixa.

Exposição de livros de autores ASSESTA durante o certame literário.

-2 e 3 de junho de 2017 - H
ELA-Encontros Literários do Alentejo, São Teotónio

 


Os Nossos Escritores

Carlos Canhoto

 

Carlos Canhoto é português, tendo nascido a 26 de Maio de 1961, em Pavia.
A sua mãe trabalhou numa escola primária e o seu pai era ferroviário.
Passou as tardes da sua meninice com a sua avó Felicidade.
Brincou à batalha naval na poça do “Curral Concelho”, com barcos de piteira.
Correu atrás dos pássaros à procura dos ninhos e espreitou as bogas, que ao luar subiam os ribeiros para a desova.


https://www.facebook.com/antoniotrales

Bibliografia:

 

A Minha Avó Felicidade

“(...) Uma avó simples e pura, sentida como rainha, com quem um ovo
estrelado é saboreado como um banquete real. Avó terna, de sorriso
fácil. Com ela a criatividade é vivida, a liberdade consentida, as
bruxas dos momentos secos e crus da vida são colocadas na ordem, é
contida a amargura e abraçam-se os afectos.(...)”. Ana Mourato


( 2016 )

 

Serei Uma Plantinha Daninha?

Este livro leva-nos a dar um passeio pela horta e mostra-nos o
maravilhoso mundo da natureza: desde a pequena semente até à
alegria da colheita, à celebração das dádivas, à infinita
generosidade da nossa terra mãe que o autor tão bem conhece e
aqui partilha.


(Lupa 2015 )

 

ANURO, o sapo sapinho, o sapo sapão

Anuro,
o sapo sapinho,
o sapo sapão,
guarda um tesouro,
uma horta.
O que comerá o Anuro?


(Poejo 2014 )

 

PIRÁ

Pirá é uma bela piranha, de sorriso simpático, tons avermelhados e
forma de bolacha.


(Pé de Página 2007 )

 

Barbatanar nas cores do arco-íris

Esta é a estória de Flu, um peixinho colorido como a alegria, que
viveu no estuário de um rio muito grande, quase à vista do mar e,
depois... bom... nademos mais devagar porque ele - ou será ela? -
ainda está por nascer...


(Pé de Página 2006 )